Quinta, 21 de março de 2019
Região

25/02/2019 às 12h59

Portal KZ

Campos Altos / MG

Empresa declara situação de emergência em barragem de rejeitos de Araxá
Consultoria contratada pela Mosaic Fertilizantes não emitiu a Declaração de Condição de Estabilidade; operações foram paralisadas até nova avaliação
Empresa declara situação de emergência em barragem de rejeitos de Araxá
Foto: Reprodução

Mosaic Fertilizantes divulgou na noite desta sexta-feira (22) que declarou situação de emergência na barragem de rejeitos B1/B4 do Complexo Mineroquímico de Araxá, no Alto Paranaíba.


Após uma auditoria realizada nesta sexta por uma empresa especializada externa, o resultado do estudo técnico levou a consultoria a não emitir a Declaração de Condição de Estabilidade (DCE) relativa à barragem.


A situação de emergência foi classificada como nível 1 e o Plano de Ação Emergencial para Barragens de Mineração (PAEBM) foi acionado. Em nota, a Mosaic Fertilizantes informou que a barragem não está recebendo rejeitos da produção de concentrado fosfático neste momento.


As operações na B1/B4 foram paralisadas até que ocorra nova avaliação. A empresa afirmou que todas as medidas necessárias estão sendo tomadas para elevar a unidade aos novos padrões de segurança definidos pela Agência Nacional de Mineração (ANM). Segundo a mineradora, representantes da ANM estiveram presentes na avaliação.


O Corpo de Bombeiros também se manifestou sobre a análise. Conforme o órgão, a barragem B1/B4 tem capacidade de 24.000.000 de m³ de rejeitos, altura máxima de 57 m e material (rejeito - lama da produção de fosfato).


A mineradora informou aos bombeiros que se trata de um produto sem contaminantes, inerte. A empresa disse ainda que providenciou duas caminhonetes com sirenes móveis para serem utilizadas em caso de necessidade.


Classificação


De acordo com uma portaria publicada em 17 de maio de 2017 pela Agência Nacional de Mineração (ANM), sobre a segurança de barragens, a classificação nível 1 detecta uma anomalia que resulta em uma situação com potencial comprometimento de segurança da estrutura.


Moradores


Em nota, a mineradora informou não existir moradias na área que poderia ser impactada em um cenário de emergência. Que a unidade está localizada do lado oposto à Estância Hídrica do Barreiro e que o núcleo urbano do município também não seria afetado em caso de qualquer incidente.


A Mosaic afirma que todas as barragens da empresa possuem certificado de estabilidade válido.


Relatório


Nesta sexta-feira (22), o Centro de Controle Regional Integrado de Defesa Civil de Araxá divulgou um relatório feito a partir de visitas realizadas nas 16 barragens de duas mineradoras que atuam na região.


“Durante as visitas verificamos que as empresas possuem uma estrutura de gestão de barragem, com profissionais trabalhando nas ações do plano de segurança, o que demonstra uma estrutura dedicada e tranquiliza”, disse o superintendente do Instituto de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável de Araxá (IPDSA), Ricardo Manoel de Oliveira.


Os resultados apurados durante os 20 dias de análise foram apresentados por Ricardo. As visitas operacionais nas barragens das empresas Mosaic Fertilizantes e CBMM, que ocorreram no início de fevereiro, ainda contou com militares do Corpo de Bombeiros e levou em conta a análise de documentos apresentados.


 

FONTE: G1

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium